Loading...

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

São Carlos solta alunos 20 minutos mais cedo

Ontem 28, por volta das 21horas e 40 minutos, a direção da Escola Municipal Parque São Carlos, atendendo solicitação dos alunos, permitiu que soltassem 20 minutos mais cedo, em virtude de um forte cheio, possivelmente de gás, ou outro produto que seu respectivo cheiro aproxima-se de gás de cozinha. Antes porém solicitou ao vigia responsável pela escola no período noturno que verificassem juntos aos botijões de gás da cozinha da unidade escolar para conferir, caso estivesse com vazamento, vindo por conferir a inexistência de irregularidade. O Odor fortíssimo levou diversos alunos a crise de tosse e sintomas de vômito, além dificultar a respiração. O professor Juvenal Moreira, diretor adjunto, liberou todos inclusive os professores, prometendo buscar informações sobre o ocorrido, para saber de onde veio o cheiro e o que provocou para informar na noite de hoje, durante as aulas, caso o cheiro é tóxico ou não: Por não conhecer e não saber de onde vem o tal gás, optei por dispensá-los para proteger a saúde de todos nós, inclusive Eu que também estava respirando com dificuldade. Alguns dos alunos que trabalham nas fabricas da região comentaram que poderiam ser da V.C.P ou do Curtume, sendo que quando jogam produtos nos couros para curtir, o odor aparece; mas tudo não passa de suposição. Afinal, ninguém é técnico no assunto", finalizou o Professor que pediu ajuda a Imprensa de Três Lagoas, para buscar uma resposta para o que pode ter acontecido. “Quero pedir aos amigos da imprensa colabore conosco e busque uma resposta plausível para o ocorrido, com pessoas entendidas no desenvolvimento industrial e no meio ambiente, para nossa comunidade escolar possa tranquilizar”, finalizou

Nenhum comentário:

Postar um comentário