Loading...

quarta-feira, 27 de abril de 2011

STF julga improcedente ADI contra piso nacional e jornada de trabalho de professores


O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) concluiu na tarde desta quarta-feira (27) o julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4167, que trata do piso nacional dos professores da rede pública e sua jornada de trabalho. A Corte julgou a ação improcedente, sem, contudo, conferir efeito vinculante à decisão quanto ao juízo referente à jornada de trabalho.
O julgamento teve inicio no último dia 6 de abril, quando por maioria de votos o Pleno reconheceu a constitucionalidade do estabelecimento de um piso nacional para os professores do ensino básico da rede pública, conforme previsto na Lei 11.738/2008.
Na ocasião, não houve quórum de votos para concluir o julgamento quanto ao parágrafo 4º do artigo 2º da lei questionada, dispositivo que diz que “na composição da jornada de trabalho, observar-se-á o limite máximo de 2/3 (dois terços) da carga horária para o desempenho das atividades de interação com os educandos”. Os ministros decidiram, então, aguardar o voto do presidente da Corte, ministro Cezar Peluso, que se encontrava em viagem oficial à Itália.
Ao retomar o julgamento na tarde desta quarta, o ministro Peluso votou no sentido de considerar inconstitucional a definição da jornada de trabalho. Como o dispositivo trata de jornada de trabalho, matéria típica do regime jurídico dos servidores, disse o ministro, não existe nenhuma norma que ampare a edição desse texto. Para Peluso, o dispositivo estaria em absoluta dissintonia com a autonomia conferida aos estados para legislar sobre o tema.
Com o voto do presidente, o placar do julgamento, quanto a este dispositivo – parágrafo 4º do artigo 2º da Lei 11.738/2008 – acabou com cinco votos por sua constitucionalidade e cinco votos por sua inconstitucionalidade. Isso porque o ministro Dias Toffoli declarou-se impedido de julgar a causa, uma vez que chegou a atuar nessa ADI quando era advogado-geral da União. Diante do resultado, os ministros decidiram julgar a ação improcedente, mas sem atribuir efeito vinculante quanto ao que decidido no tocante à jornada de trabalho.
Fonte: STF

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Prefeitura de Jardim anuncia Concurso Público Municipal

O Prefeito Municipal de Jardim, Carlos Américo Grubert, publicou através da Gerência de Administração e Planejamento o edital do Concurso Público Municipal.
As inscrições serão realizadas no período de 02 a 06 de maio, na Rua Tenente Bernardes n.º 976 – centro, Gerência de Arrecadação nos seguintes horários: Dia 02/06/2011 – das 10:00  às 16:00 horas; de 03 a 06/06/2011 – das 07:30 às 16:00 horas. O Concurso acontecerá no dia 12 de junho de 2011.
Serão abertas vagas para candidatos do Ensino superior, Ensino Médio, Ensino Fundamental e Alfabetizados, a relação dos cargos efetivos, bem como o edital detalhado do Concurso Público pode ser acessado no portal municipal www.jardim.ms.gov.br clicando no botão “legislação” no topo a direita do site.
Após carregar a página “legislação” basta clicar em “pesquisar” que a relação de leis e editais aparece. Depois deve-se clicar na palavra “Editais 01/2011” para baixar o arquivo que se encontra no formato Microsoft Word 97/2003. O mesmo deve se fazer para baixar os anexos que se encontram abaixo da pesquisa.
“O Concurso irá minimizar os chamados funcionários contratados pelos profissionais de carreira para que eles tomem posse dos cargos que lhes são de direito, contemplando o que diz a lei, em respeito a democracia. Desejo boa sorte a todos os candidatos e temos certeza que iremos potencializar a qualidade nos serviços prestados com a participação de pessoas capacitadas e selecionadas”, disse o prefeito Carlinhos Grubert sobre o concurso.

Frequência escolar de no mínimo 80% pode ser aprovada amanhã.

Nesta terça feira (26) os senadores votarão o Projeto de Lei do Senado que estabelece frequência mínima de 80% para que os estudantes da educação básica sejam aprovados.
Atualmente, a frequência mínima à escola exigida para que o aluno obtenha aprovação no ensino básico (fundamental e médio) é de 75%.
O projeto inicial, o autor sugeria o aumento da frequência mínima para 90%. Em sua justificação, apontou a má performance escolar dos estudantes brasileiros em testes periódicos de âmbito nacional e internacional.
Um substitutivo, justificou que a exigência de 90% de frequência “parece excessiva”, pois, tanto os pais quanto os estudantes necessitam “de alguma margem de manobra para eventuais faltas que se mostrem necessárias, seja por doença ou eventuais contratempos”. Além disso o estudante trabalhador encontraria “entrave intransponível à sua formação pessoal” se o aumento da frequência mínima fosse

quinta-feira, 21 de abril de 2011

"Bullying" causa dor, exclusão e humilhaçãoPDFImprimirE-mail

O termo, que vem do inglês bully (valentão) é utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica feitos de forma intencional e repetitiva, praticados por uma pessoa ou um grupo sobre outra pessoa ou outro grupo. O objetivo é agredir, intimidar, acossar e implicar com a vítima.

O bullying compreende, portanto, comportamentos com diversos níveis de violência que vão desde chateações inoportunas ou hostis até atos francamente agressivos, sob forma verbal ou não, sem motivação aparente, causando dor, angústia, exclusão, humilhação e discriminação. Na literatura especializada, adota-se também o termo vitimização.

O psicólogo José Augusto Pedra e a pedagoga Cléo Fante, autores do livro Bullying Escolar - Perguntas e respostas, dizem que os praticantes do bullying também mobilizam as opiniões dos colegas contra a vítima, por meio de boatos difamatórios ou apelidos que acentuam alguma característica física, psicológica ou trejeito considerado negativo, diferente ou esquisito. Esses boatos e agressões são, muitas vezes, expostos em sites de relacionamentos na internet.

Os autores explicam que a principal diferença entre o bullying e outros tipos de violência é a propriedade que o primeiro tem de causar traumas muitas vezes irreparáveis ao psiquismo das vítimas, comprometendo sua saúde física e mental e seu desenvolvimento socioeducacional. Ao contrário de outras ações violentas, ocasionais e reativas, o bullying se caracteriza por ações deliberadas e repetitivas, pelo desequilíbrio de poder - entre agressores e vítimas - e pela sutileza com que ocorre, sem que os adultos percebam, ou feitos de forma que as pessoas finjam não perceber.

Os critérios básicos para a prática do bullying foram estabelecidos pelo pesquisador Dan Olweus, da Universidade de Bergen, na Noruega, que trabalhou com esse tema entre 1978 a 1999. De acordo com o pesquisador, a vítima tem um medo constante de sofrer os assédios novamente e, por esse motivo, fica mobilizada por sentimentos de ansiedade, medo, insegurança, angústia, raiva e constrangimento, podendo também ter somatizações. Por continuar lembrando dos episódios de agressão, a vítima pode também alimentar o desejo de vingança.

Além das agressões entre alunos, Olweus estudou também a prática do bullying por professores e outros funcionários da escola contra alunos. Segundo o pesquisador, o fenômeno ocorre com maior frequência do que se supõe, e muitos alunos são agredidos, perseguidos, intimidados, ridicularizados, coagidos e acusados. Os professores, nesses casos, comparam, constrangem e chamam atenção publicamente, mostrando ainda preferência a determinados alunos em detrimento de outros.

Por outro lado, muitos professores também são assediados sexual e moralmente, humilhados e agredidos por alunos, conforme José Augusto Pedra e Cléo Fante. Os autores dizem que "é grande o número de profissionais que sofrem em seu ambiente de trabalho, sem saber o que fazer e a quem recorrer".

Uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) realizada em 2009 revelou que quase um terço dos estudantes brasileiros, equivalente a 30,8%, informou já ter sofrido bullying, sendo a maioria das vítimas do sexo masculino.

Os autores alertam para o aspecto epidêmico do bullying nas escolas e da violência entre jovens na sociedade em geral, uma vez que, segundo eles, 80% das vítimas tendem a reproduzir os maus tratos sofridos.

Fonte: Agência Senado, 
Violência nas escolas é reflexo da sociedade, dizem especialistasPDFImprimirE-mail

A violência existente nas escolas é reflexo da violência na sociedade disseram, nesta segunda-feira (18), especialistas que participaram de audiência pública promovida pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH). O evento contou com a presença de profissionais de educação, pesquisadores e estudantes da rede pública do Distrito Federal.

Segundo o professor e representante da Confederação Nacional de Trabalhadores da Educação (CNTE), Antonio de Lisboa Amâncio Vale, por ser o serviço público mais presente no cotidiano da população, a escola é também o local onde fica mais evidente a violência social. Para o professor, combater a violência no ambiente escolar é antes de tudo combater a violência na sociedade

- Não é isolando a escola da sociedade e da sua comunidade que vamos combater o problema da violência. A escola tem que ser literalmente aberta à comunidade - assinalou.

A subsecretária para Educação Integral, Cidadania e Direitos Humanos do Distrito Federal, Gícia Falcão, disse que para reduzir os índices de violência, é necessário fortalecer os conselhos escolares e os grêmios estudantis, a fim de democratizar a gestão das escolas e promover maior integração entre professores, funcionários, estudantes e pais de alunos.

- Temos que abrir a escola não apenas para que a família venha no momento de festa e na hora de receber a nota no fim do bimestre, ela tem que construir, tem que pensar nas ações promovidas pela escola - disse.

De acordo com o representante da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), Paolo Fontani, pesquisas demonstram que nos locais onde a comunidade participa mais ativamente da escola o índice de violência é menor. Ele afirmou ainda que a violência é um dos principais razões da evasão escolar no país.

- A violência ou ameaça de violência é uma das principais causas de perda de concentração, aumento de sensação de medo, perda de interesse na escola e finalmente de evasão e abandono das escolas - disse.

Fonte: Agência Senado

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Escola Municipal Parque São Carlos fica com o 3º lugar no xadrez do JETs

Foto Juvenal Moreira
A Escola Municipal Parque São Carlos, ficou com o terceiro lugar na modalidade Xadrez, em mais uma edição do Jogos Estudantis Treslagoenses (JETs/2011), realizado pela Sejuvel (Secretaria de Juventude Esportes e Lazer. Os embates ocorreram na Escola FUNLEC, no sábado (9), período matutino, onde  o Enxadrista João Antonio, integrante do Projeto Sacóde a Memoria, desenvolvido na Escola Municipal Parque São Carlos, pode mostrar suas habilidades e a boa fase que está passando em competições dessa natureza dentro de sua faixa etária. A direção da Unidade Escolar, através dos diretores: Profª Viviane da Silva Correa e diretor adjunto Profº Juvenal Moreira, parabenizam o Enxadrista pelo desempenho e continua a disposição para apoiá-lo nas mais diversas competições que possa participar.

domingo, 3 de abril de 2011

Alex Ortiz faz apresentação na Escola Municipal Parque São Carlos



O atleta Alex Ortiz, da modalidade de Kick Boxing, detentor de várias medalhas de 1º lugar, realizou apresentação na Escola Municipal Parque São Carlos, no dia 1º de Abril, no período matutino, onde envolveu em um primeiro momento alunos 2º ao 5º anos e ato continuo, de 6º ao 9º ano. 
O Campeão falou das dificuldades que teve em sua vida e enalteceu a humildade como ponto de equilíbrio para vencer e subir nos palcos da vida e do esporte que escolheu para praticar.
 Na presença de professores, coordenadores e da direção da Unidade Educacional, Alex Ortiz, que é um profissional com formação acadêmica em fisioterapia, mostrou diversos tipos de golpes, estratégia de luta, sempre enfatizando a cumplicidade com a moral, dedicação e disciplina, chegando a combater com alguns alunos e até mesmo o diretor adjunto Professor Juvenal Moreira (este atendendo a pedido de alunos), o qual foi bem cauteloso, pois o mesmo encontra-se fora de forma fisicamente. 
As orientações do atleta despertaram a curiosidade dos alunos que pediram para que fizessem um relato de onde já havia competido, momento que o campeão com bastante emoção fez um verdadeiro histórico dos países por onde passou, sempre frisando que tudo só foi possível, visto estar totalmente inserido e comprometido com o esporte, senão jamais teria condições de viajar a turismo ou coisa assim! Falou de apoio e patrocinadores sendo grato as pessoas que lhe confiaram e proporcionaram está guinada em sua vida. Por volta das 10h30minutos, encerrou sua verdadeira aula de cidadania, vindo por motivar todas as crianças e adolescentes a praticar esportes, visto o bem que faz a saúde.





Diante da brilhante explanação do Campeão Alex Ortiz, a respeito da modalidade , despertou o interesse em informar aos leitores o  Ranking Masculino Brasileiro
Equipe CBKB

CATEGORIAS
FULL CONTACT
LOW KICKS
 K1-RULES
52,700kg
Campeão: Título Vago
1º do Ranking Renato Lima dos Santos – E.S
2º do Ranking Ed. Carlos S. Macedo – M.G
3º do Ranking
4º do Ranking
Campeão: Wagner Stive – GO
1º do Ranking Adler Lós azevedo-RJ
2º do Ranking
3º do Ranking
4º do Ranking
5º do Ranking
Campeão: Título Vago
1º do Ranking Ed Carlos S. Macedo – S.P
2º do Ranking Diego Salo Gonçalves-RJ
3º do Ranking
4º do Ranking
5º do Ranking
54,500kg
Campeão: Título Vago
1º do Ranking Luiz Claudio S. Veiga-RJ
2º do Ranking Emerson Luiz L. da Cost-RJ
3º do Ranking
4º do Ranking
5º do Ranking
Campeão:Título Vago
1º do Ranking Adler Lós Azevedo-RJ
2º do Ranking
3º do Ranking
4º do Ranking
5º do Ranking
Campeão: Título Vago
1º  do Ranking Edson Ribeiro da Silva – R.J
1º do Ranking Ed Carlos S. Macedo – S.P
2º do Ranking Diego Salo Gonçalves-RJ
3º do Ranking
4º do Ranking
5º do Ranking
56,400kg
Campeão: André Roubert-RJ
1º do Ranking Genivaldo Porto – E.S
2º do Ranking Claudio Dalla Rosa – R.S
3º do Ranking Douglas Maciel de Lima – R.J
4º do Ranking Marcos Antonio A. Dias-RJ
5º do Ranking Emerson Luiz L. Costa-RJ
6º do Ranking
7º do Ranking
Campeão: Aribaldo Ribeiro-MT
1º do Ranking Milton Cleber dos Santos-SP
2º do Ranking José Fagner da Silva – S.P
3º do Ranking Alace Adriano Silva – R.J
4º do Ranking Bruno Anonio M. Martins – R.J
5º do Ranking Alessando de C. Barbosa-RJ
Campeão: Título Vago
1º do Ranking Hamilton C. Araújo – D.F
2º do Ranking Alex Antonio M. Santos-RJ
3º do Ranking Rafael Silva Xavier-RJ
4º do Ranking Alvino José Torres-DF
5º do Ranking Milton Clebe dos Santos-SP
6º do Ranking Everaldo A.  de Jesus-RJ
58,200kg

 Campeão: Título Vago
1º do Ranking Genivaldo Porto – E.S
2º do Ranking Claudio Dalla Rosa – R.S
3º do Ranking Douglas Maciel de Lima – R.J
4º do Ranking Marcos Antonio A. Dias-RJ
5º do Ranking Emerson Luiz L. Costa-RJ
6º do Ranking
7º do Ranking
Campeão: Deucélio Rodrigues-PR
1º do Ranking Milton Cleber dos Santos-SP
2º do Ranking José Fagner da Silva – S.P
3º do Ranking Alace Adriano Silva – R.J
4º do Ranking Bruno Anonio M. Martins – R.J
5º do Ranking Alessando de C. Barbosa-RJ
Campeão: André Grilo-SP
1º do Ranking Hamilton C. Araújo – D.F
2º do Ranking Alex Antonio M. Santos-RJ
3º do Ranking Rafael Silva Xavier-RJ
4º do Ranking Alvino José Torres-DF
5º do Ranking Milton Clebe dos Santos-SP
6º do Ranking Everaldo A.  de Jesus-RJ
60,000kg
Campeão: Título Vago
1º do Ranking Wagner Alves de Souza-SP
2º do Ranking Marcos Antonio A.  Dias –R.J
3º do Ranking Alexandre Pereira – M.G
4º do Ranking Tiago Teixeira Peixoto – R.S
5º do Ranking Jorge Luiz Artmann-RS
6º do Ranking Luciano Porto Soares-RJ
Campeão: Janisvaldo do Amaral-PR
1º do Ranking José Carlos A. Santos – R.J
2º do Ranking Andronico F. Borges – R.S
3º do Ranking Luciano Porto Soares – R.J
4º do Ranking  Vagner Silva Araujo – R.J
5º do Ranking Amilcar da Fonseca-ES
6º do Ranking
Campeão: Eduardo Vieira-SP
1º do Ranking Francisco de Assis  Oliveira-RJ
2º do Ranking Pedro Paulo P. Barbosa-RJ
3º do Ranking
4º do Ranking
5º do Ranking
62,300kg
1º do Ranking Wagner Alves de Souza-SP
2º do Ranking Marcos Antonio A.  Dias –R.J
3º do Ranking Alexandre Pereira – M.G
4º do Ranking Tiago Teixeira Peixoto – R.S
5º do Ranking Jorge Luiz Artmann-RS
6º do Ranking Luciano Porto Soares-RJ
Campeão: Amilcar da Fonseca-ES
1º do Ranking André R. dos Santos-RS
2º do Ranking José Fagner Goku-SP
3º do Ranking Eduardo dos S. Barbosa-PR
4º do Ranking Thiago Luiz-ES
5º do Ranking Rivanildo de Jesus Cotias-RJ
Campeão: Luciano Lopes-SP
1º do Ranking Francisco de Assis  Oliveira-RJ
2º do Ranking Eduardo Vieira da silva-SP
3º do Ranking Pedro Paulo P. Barbosa-RJ
4º do Ranking
64,500kg
Campeão:  Henrique Rocha-SP
1º do Ranking Washington Baptista – D.F
2º do Ranking Jorge Luiz Artmann – R.S
3º do Ranking Ivanor Xavier-RS
4º do Ranking Luciano Barcelos Junior – R.J
5º do Ranking Audrei Ferreira da Silva-RJ
6º do Ranking André Roubert-RJ
7º do Ranking Daniel  de Matos-RJ
8º do Ranking
Campeão: Laécio Nunes-ES
1º do Ranking André R. dos Santos-RS
2º do Ranking Amilcar S. Fonseca-ES
3º do Ranking José Fagner Goku-SP
4º do Ranking Eduardo dos S. Barbosa-PR
5º do Ranking Thiago Luiz-ES
6º do Ranking Rivanildo de Jesus Cotias-RJ
Campeão: Título Vago
1º do Ranking Luciano Lopes-SP
2º do Ranking Eduardo S. Borba – P.R
3º do Ranking Daniel de Matos-RJ
4º do Ranking Ronaldo Z.  Messner – R.J
3º do Ranking Claudir Carlos Dutrevis-RS
4º do Ranking Pedro Paulo Barbosa-RJ
5º do Ranking Diego David Alves-SP
66,800kg
Campeão: 1º do Ranking Alexandro Mendes da  Silva - R.S
2º do Ranking André Roberto Roubert – R.J
3º do Ranking Fábio R. de Campos-RJ
4º do Ranking Jecimar da Silva Vargas – E.S
5º do Ranking Joaquim de Freitas -RJ
6º do Ranking Marcos Alves Torquatro-RJ
7º do Ranking Wagner Luiz Lopes-RJ
8º do Ranking
Campeão: Sérgio Silva-SP
1º do Ranking Ricardo M. de Oliveira-SP
2º do Ranking Rafael Palhares Saul-RJ
3º do Ranking Marcos B. de Oliveira – R.J
4º do Ranking Maurício de Souza – S.C
5º do Ranking Jecimar da Silva Vargas-ES
6º do Ranking José Luiz Perri Peres-RJ
7º do Ranking
8º do Ranking
Campeão: André Luiz Teixeira-SP
1º do Ranking André Luiz Teixeira – S.P
2º do Ranking Pablo Eduardo Correa – R.J
3º do Ranking Ranan Luiz C. G. Cruz – R.J
4º do Ranking José Wilson D. Carneiro – D.F
5º do Ranking Diego David Alves-SP
6º do Ranking Sergio Luiz de Oliveira-PR
7º do Ranking  André R.  de Carvalho-RJ
8º do Ranking
69,100kg
1º do Ranking Alexandro Mendes da  Silva - R.S
2º do Ranking André Roberto Roubert – R.J
3º do Ranking Fábio R. de Campos-RJ
4º do Ranking Jecimar da Silva Vargas – E.S
5º do Ranking Joaquim de Freitas -RJ
6º do Ranking Marcos Alves Torquatro-RJ
7º do Ranking Wagner Luiz Lopes-RJ
Campeão: Título Vago
 1º do Ranking Ricardo M. de Oliveira-SP
2º do Ranking Rafael Palhares Saul-RJ
3º do Ranking Marcos B. de Oliveira – R.J
4º do Ranking Maurício de Souza – S.C
5º do Ranking Jecimar da Silva Vargas-ES
6º do Ranking José Luiz Perri Peres-RJ
7º do Ranking
Campeão: Munil Adriano-SP
 1º do Ranking André Luiz Teixeira – S.P
2º do Ranking Pablo Eduardo Correa – R.J
3º do Ranking Ranan Luiz C. G. Cruz – R.J
4º do Ranking José Wilson D. Carneiro – D.F
5º do Ranking Diego David Alves-SP
6º do Ranking Sergio Luiz de Oliveira-PR
7º do Ranking  André R.  de Carvalho-RJ
8º do Ranking
71,800kg
Campeão: Altacestes Baptista-DF
1º do Ranking Valmir Erthal-RS
2º do Ranking Felipe Santos Pedroso – R.S
3º do Ranking Dougla Pereira – E.S
4º do Ranking Cícero Arthur de A. Costa – D.F
5º do Ranking Marcelo dos Santos-ES
5º do Ranking Ronaldo de O. Augusto-RJ
7º do Ranking Emir Abdelnur Neto-RJ
5º do Ranking Fernando Alan B dos Santos-RJ
6º do Ranking
Campeão: Título Vago
1º do Ranking Alisson Angellis Silva – M.G
2º do Ranking Marcio Ricardo Francisco – S.P
3º do Ranking Anderson B.  de Santana – R.J
4º do Ranking José Luiz Perri Peres – R.J
5º do Ranking Wellington Luiz A. Santos-RS
6º do Ranking Wellington C. de Oliveira-SP
7º do Ranking Edgar Coelho Oliveira-RJ
8º do Ranking André R.  de carvalho- RJ
9º do Ranking Fabrício R. da Veiga-RJ
10º do Ranking José Wilson D. Carneiro-DF
Campeão: Wellington Uega-RS
1º do Ranking Jeremias H. P. das Silva-DF
2º do Ranking Jivaldo Bernardes – R.J
3º do Ranking Diego Gaspanetto-PR
4º do Ranking Wellington C. Oliveira-SP
5º do Ranking Jeovaldo Pereira Barreto-SP
6º do Ranking Marcos Vinícius V. Afonso-RJ
7º do Ranking Alfredo A. de O. Neto-PR
8º do Ranking
75,000kg
Campeão: Cícero Adriano-SP
1º do Ranking Jorge Antonio Cezário-RJ
2º do Ranking Rafael Alan Kaiser-RS
3º do Ranking Eduardo Pereira da Silva – S.P
4º do Ranking Altaceste Batista Filho-DF
5º do Ranking Rogério F. Dionízio – SP
6º do Ranking Daniel Luiz de Souza-RJ
Campeão: Rogério Bezerra-PR
1º do Ranking Luciano M. Nascimento – E.S
2º do Ranking Fábio Leão Nunes – R.J
3º do Ranking Leonardo de O. Pinheiro-DF
4º do Ranking Edson Machado-RS
5º do Ranking Valmir da Silva Oliveira-RJ
6º do Ranking Juliano M. Souza-SP
7º do Ranking André Luiz P. Fagundes-RJ
8º do Ranking
Campeão: Murilo Paolielo-SP
1º do Ranking Tadeu San Martino – S.P
2 º do Ranking Rafael de Barros Teixeira – P.R
3º do Ranking Wallace Luis L. Souza-RJ
4º do Ranking Thiago Michel P. da Silva-MG
5º do Ranking Luciano M. do Nascimento-ES
6º do Ranking Cícero Adriano dos Santos-SP
7º do Ranking
78,100kg
Campeão: Juliano Gonçalves-MG
1º do Ranking Jorge Antono Cezario-RJ
2º do Ranking Rafael Alan Kaiser-RS
3º do Ranking Eduardo Pereira da Silva – S.P
4º do Ranking Altacestes Batista-DF
5º do Ranking Rogério F. Dionízio-SP
6º do Ranking Daniel Luiz de Souza-RJ
Campeão: Hernani Perpetuo-RJ
1º do Ranking Luciano M. Nascimento – E.S
2º do Ranking Fábio Leão Nunes – R.J
3º do Ranking Leonardo de O. Pinheiro-DF
4º do Ranking Edson Machado-RS
5º do Ranking Valmir da Silva Oliveira-RJ
6º do Ranking Juliano M. Souza-SP
7º do Ranking André Luiz P. Fagundes-RJ
8º do Ranking
Campeão:  Thiago Michel P. da Silva - MG
 1º do Ranking Tadeu San Martino – S.P
2 º do Ranking Rafael de Barros Teixeira – P.R
3º do Ranking Wallace Luis L. Souza-RJ
4º do Ranking Thiago Michel P. da Silva-MG
5º do Ranking Luciano M. do Nascimento-ES
6º do Ranking Cícero Adriano dos Santos-SP
7º do Ranking
81,400kg
Campeão: Adilson Fachin-RS
1º do Ranking Rogério Silva-RJ
2º do Ranking Roberto de Oliveira Claudino – R.J
3º do Ranking Ricardo Mariano da Silva S.P
4º do Ranking Rogério de Souza Lima – S.P
5º do Ranking
Campeão: Título Vago
1º do Ranking Hernani Perpetuo Cunha-RJ
2 do Ranking Rodrigo Dório – S.P
3º do Ranking Leandro Reis Batista – D.F
4º do Ranking Fabiano Sales-RJ
5º do Ranking Silvio Queiroz Santos-RJ
6º do Ranking Cézar Almeida Oliveira-SP
7º do Ranking
Campeão: Washington L. dos Santos-RJ
1º do Ranking Fernando dos S. Nonato-RJ
2º do Ranking Alessandro Benoci-SP
3º do Ranking André L. dos S. Barbosa-DF
4º do Ranking Lucas Augusto dos Santos- SP
5º do Ranking
85,000kg
Campeão: José Carlos de Oliveira-SP
1º do Ranking Adilson Facchin – R.S
2º do Ranking Sebastião Natalino Carmo – M.G
3º do Ranking Rogério Rodrigues Barros – R.J
4º do Ranking Juliano G. Ferreira-MG
5º do Ranking Roberto de O. Claudino-RJ
6º do Ranking Alex Ortiz de França-MS
7º do Ranking Franklin P. da Silva-RJ
8º do Ranking Warner Paula Hammerle-RJ
9º do Ranking
Campeão: Sergio Santos-SP
1º do Ranking Márcio Nunes C. Couto – R.J
2º do Ranking Marcio Augusto Estagno –S.P
3º do Ranking Jurandir Kupers-SC
4º do Ranking Juliano G. Ferreira-MG
5º do Ranking Sergio E. da Conceição-RJ
6º do Ranking Rafael R. de Aguiar-PR
Campeão: Ariel Machado-PR
1º do Ranking Clei da Silva-RJ
2º do Ranking Frederico A. V. Vasconcelos –R.J
3º do Ranking Cézar A. de Oliveira-SP
4º do Ranking Douglas Aires-RJ
5º do Ranking
88,600kg

 Campeão: Gilmar de Andrade
1º do Ranking Adilson Facchin – R.S
2º do Ranking Sebastião Natalino Carmo – M.G
3º do Ranking Rogério Rodrigues Barros – R.J
4º do Ranking Juliano G. Ferreira-MG
5º do Ranking Roberto de O. Claudino-RJ
6º do Ranking Alex Ortiz de França-MS
7º do Ranking Franklin P. da Silva-RJ
8º do Ranking Warner Paula Hammerle-RJ
9º do Ranking

Campeão: Clei da Silva - RJ
1º do Ranking Márcio Nunes C. Couto – R.J
2º do Ranking Marcio Augusto Estagno –S.P
3º do Ranking Jurandir Kupers-SC
4º do Ranking Juliano G. Ferreira-MG
5º do Ranking Sergio E. da Conceição-RJ
6º do Ranking Rafael R. de Aguiar-PR
Campeão: Fernando Nonato-RJ
1º do Ranking Clei da Silva-RJ
2º do Ranking Frederico A. V. Vasconcelos-RJ
3º do Ranking Cézar A. de Oliveira-SP
4º do Ranking Douglas Aires-RJ
5º do Ranking
94,100kg
Campeão: Título Vago
1º do Ranking Gilmar de Andrade-ES
2º do Ranking Marcelo dos Santos Marinho – R.J
2º do Ranking Rafael Ferreira de Moraes-MG
3º do Ranking Gustavo Ferreira de Moura-DF
4º do Ranking
5º do Ranking
Campeão: Título Vago
1º do Ranking José Carlos de Oliveira-SP
2º do Ranking Jorge Eduardo Gonçalves-RJ
3º do Ranking Marcelo Correia – S.C
4º do Ranking Alessandro Valle Costa – P,R
5º do Ranking Vinicius Oliveira Rad-SP
6º do Ranking Sergio Santos-SP
7º do Ranking
8º do Ranking
Campeão: Saulo Cavalari-PR
1º do Ranking  Ariel Machado-PR
2º do Ranking Cleber Adão dos Santos – R.J
3º do Ranking José Rodolfo Buda – R.J
4º do Ranking Felipe Steviano Michelet – S.P
5º do Ranking Ronaldo Leite-PR
6º do Ranking Marcelo Correa-SC
7º do Ranking
+94,100kg
Campeão: Wallace Fernandes-RJ
1º do Ranking Francisco Rocha Araújo – M.G
2º do Ranking Gustavo Ferreira Moura – D.F
3º do Ranking Fábio Luiz de Barros Filho – R.J 
1º do Ranking Marcelo dos S. Marinho-RJ
2º do Ranking Vinícus Oliveira Radi-SP
3º do Ranking Tiago Brasiliense Testa-DF
4º do Ranking
Campeão: Marcos Rogério de Lima-SP
1º do Ranking Aladson  Roberto Silva – P.R
2º do Ranking Saulo Cavalari – P.R
3º do Ranking André Gustavo Fernandes-RJ
4º do Ranking Marcio Nunes C. Couto-RJ
5º do Ranking
Campeão: Carlos A.  Inocente  Filho-DF
1º do Ranking Kleverson Dionísio R. Silva – P.R
2º do Ranking Henrique T. de Castro – R.J
3º do Ranking Luiz Guilherme de Andrade – E.S
2º do Ranking Aladison Roberto da Silva-PR
3º do Ranking Clebe Adão dos Santos-RJ
4º do Ranking Ronaldo Leite-PR
5º do Ranking