Loading...

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Escola Municipal Parque São Carlos, realiza reunião de Pais e Mestres

Com intuito de informar os pais, mães e responsáveis por estudantes regularmente matriculados na Escola municipal Parque São Carlos, sobre as Normas de Gestão e Convivência no âmbito da Unidade Escolar, foi realizado uma mega reunião com a participação de mais de 300 pais, na manhã de sábado 25, com inicio ás 7h30 minutos e término por volta das 10 horas. na oportunidade o Diretor Juvenal Moreira, solicitou o apoio dos pais e responsáveis para que o Regimento Escolar (Código Disciplinar) da Escola, instituído no ano de 2010, continue sendo respeitado por todos integrantes da Comunidade Escolar, e se alguém achar que deva sofrer modificações que apresentasse sugestões.
O diretor falou da importância da participação dos pais na aprendizagem dos estudantes, esclareceu que após três faltas é seu dever por lei, informar as autoridades competentes para as providências cabíveis. Falou sobre horários de entrada e saída dos estudantes e que o uso do uniforme é obrigatória, frisando bem sobre a questão da indisciplina e o respeito com todos os integrantes da Comunidade Escolar.
 O diretor Juvenal Moreira, esclareceu com muita segurança o Artigo 212 do Regimento Escolar, que evidencia a questão dos DEVERES DO ESTUDANTES, e Artigo 213 que trata das PROIBIÇÕES AOS ESTUDANTES NO ÂMBITO DA ESCOLA e distribuiu cópias dos referidos artigos, vindo por solicitar aos presentes que acompanhem a vida escolar dos seus respectivos filhos. Ele informou ainda que o CELULAR é terminantemente proibido (lei 3.781 de 11 de novembro de 2009). vindo por realizar uma ampla explanação como os pais deve participar da vida escolar dos filhos.
Os professores marcaram presença e ouviram atentamente as explanção do diretor, alguns até reivindicando cópias dos documentos distribuidos aos pais mães e responsáveis: "Nossa isso nunca aconteceu aqui", comentou uma Professora.
A comunidade Escolar compareceu maciçamente

Apesar de ser um sábado, dia de trabalho a presença maciça dos pais revela que estão interessadíssimos pela formação educacional de seus filhos.

A cobertura ficou pequena para acomodar a comunidade escolar

As Professoras: Lucimara Makert. Leandréia e Thebis


terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Escola Municipal Parque São Carlos promove carnaval para os Estudantes


O Carnaval faz parte da cultura brasileira, bem ! isso todos sabem!. E, por este motivo, a Escola Municipal Parque São Carlos, promoveu no sábado - dia 18 de fevereiro de 2012,  esta atraente festa popular visando a integração dos estudantes de 2º ao 9º ano do ensino fundamental. O evento teve inicio ás 7hs com término ás 10horas, onde as Professoras: Lúcia Menon, Juliana Gomes Viana, Ana Cristina Cordeiro, Joselinda e Sirleide Garcia, fantasiaram-se, umas de palhaço e outras de pirrô, vindo por motivar a participação de crianças e adolescentes.
 A quadra poli esportiva da instituição foi completamente decorada para receber os foliões. O som contratado apesar de mecânico, empolgou a todos os presentes com marchinhas, axé e samba enredo. 

"Nosso Carnaval é uma demostração que a Escola Municipal Parque São Carlos é só alegria, além da preservação da cultura, com a qual aprendemos a projetar uma vida melhor e mais feliz, as crianças podem brincar com segurança, além de interagir com os colegas, coordenadoras pedagógicas e professores que vestem e suam a camisa da escola", relatou o diretor Profº Juvenal Moreira, que acrescentou :" Confete e serpentina sobraram. Inclusive, Vale ressaltar o empenho das professoras que evidenciaram grandes talentos artísticos em confeccionar fantasias e máscaras para os alunos menores"

Coordenadora: Vanessa Viana, com a Professora Ana Cristina Cordeiro, vestida de palhacinha, sendo fotografada pela Especialista em Educação Simone Gomes.
As coordenadoras: Marisa e Rosana Aguiar, preparando a decoração
Professora Cilene Soraya, juntamente Aline Nerez, filha da grande amiga Marinez Nerez, ex-colega de trabalho, atualmente aposentada.
As Professoras: Joselinda, Lúcia Menon e Ana Cristina Cordeiro, fantasiadas, deram o tom na animação do carnaval das crianças e adolescentes na Escola Municipal Parque São Carlos. Ao fundo a Secretária da Escola, Silmares Bento. Mas o que a Profª Lucia Menon, procura no saco??? Achouuu!!!!
Ana Cristina e Juliana Gomes Viana, fizeram a festa das crianças

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

TRISTE HISTORIA DE UM PROFESSOR

Porto Alegre (RS), 16 de julho de 2011

Caro Juremir (CORREIO DO POVO/POA/RS)

Meu nome é Maurício Girardi. Sou Físico. Pela manhã sou vice-diretor no Colégio Estadual Piratini, em Porto Alegre , onde à noite leciono a disciplina de Física para os três anos do Ensino Médio. Pois bem, olha só o que me aconteceu: estou eu dando aula para uma turma de segundo ano. Era 21/06/11 e, talvez, “pela entrada do inverno”, resolveu também ir á aula uma daquelas “alunas-turista” que aparecem vez por outra para “fazer uma social”. Para rever os conhecidos. Por três vezes tive que pedir licença para a mocinha para poder explicar o conteúdo que abordávamos.

Parece que estão fazendo um favor em nos permitir um espaço de fala. Eis que após insistentes pedidos, estando eu no meio de uma explicação que necessitava de bastante atenção de todos, toca o celular da aluna, interrompendo todo um processo de desenvolvimento de uma idéia e prejudicando o andamento da aula. Mudei o tom do pedido e aconselhei aquela menina que, se objetivo dela não era o de estudar, então que procurasse outro local, que fizesse um curso à distância ou coisa do gênero, pois ali naquela sala estavam pessoas que queriam aprender' e que o Colégio é um local aonde se vai para estudar. Então, a “estudante” quis argumentar, quando falei que não discutiria mais com ela.

Neste momento tocou o sinal e fui para a troca de turma. A menina resolveu ir embora e desceu as escadas chorando por ter sido repreendida na frente de colegas. De casa, sua mãe ligou para a Escola e falou com o vice-diretor da noite, relatando que tinha conhecidos influentes em Porto Alegre e que aquilo não iria ficar assim. Em nenhum momento procurou escutar a minha versão nem mesmo para dizer, se fosse o caso, que minha postura teria sido errada. Tampouco procurou a diretoria da Escola.

Qual passo dado pela mãe? Polícia Civil!... Isso mesmo!... tive que comparecer no dia 13/07/11, na 8.ª (oitava Delegacia de Polícia de Porto Alegre) para prestar esclarecimentos por ter constrangido (“?”) uma adolescente (17 anos), que muito pouco frequenta as aulas e quando o faz é para importunar, atrapalhar seus colegas e professores'. A que ponto que chegamos? Isso é um desabafo!... Tenho 39 anos e resolvi ser professor porque sempre gostei de ensinar, de ver alguém se apropriar do conhecimento e crescer. Mas te confesso, está cada vez mais difícil.

Sinceramente, acho que é mais um professor que o Estado perde. Tenho outras opções no mercado. Em situações como essa, enxergamos a nossa fragilidade frente ao sistema. Como leitor da tua coluna, e sabendo que abordas com frequência temas relacionados à educação, ''te peço, encarecidamente, que dediques umas linhas a respeito da violência que é perpetrada contra os professores neste país''.

Fica cristalina a visão de que, neste país:

Ø NÃO PRECISAMOS DE PROFESSORES Ø NÃO PRECISAMOS DE EDUCAÇÃO

Ø AFINAL, PARA QUE SER UM PAÍS DE 1° MUNDO SE ESTÁ BOM ASSIM

Alguns exemplos atuais:

· Ronaldinho Gaúcho: R$ 1.400.000,00 por mês. Homenageado pela “Academia Brasileira de Letras"...

· Tiririca: R$ 36.000,00 por mês. Membro da “Comissão de Educação e Cultura do Congresso"...

TRADUZINDO: SÓ O SALÁRIO DO PALHAÇO, PAGA 30 PROFESSORES. PARA AQUELES QUE ACHAM QUE EDUCAÇÃO NÃO É IMPORTANTE: CONTRATE O TIRIRICA PARA DAR AULAS PARA SEU FILHO.

Um funcionário da empresa Sadia (nada contra) ganha hoje o mesmo salário de um “ACT” ou um professor iniciante, levando em consideração que, para trabalhar na empresa você precisa ter só o fundamental, ou seja, de que adianta estudar, fazer pós e mestrado? Piso Nacional dos professores: R$ 1.187,00… Moral da história: Os professores ganham pouco, porque “só servem para nos ensinar coisas inúteis” como: ler, escrever, pensar,formar cidadãos produtivos, etc., etc., etc....

SUGESTÃO: Mudar a grade curricular das escolas, que passariam a ter as seguintes matérias:

Ø Educação Física: Futebol;

Ø Música: Sertaneja, Pagode, Axé;

Ø História: Grandes Personagens da Corrupção Brasileira; Biografia dos Heróis do Big Brother; Evolução do Pensamento

das "Celebridades"

Ø História da Arte: De Carla Perez a Faustão;

Ø Matemática: Multiplicação fraudulenta do dinheiro de campanha;

Ø Cálculo: Percentual de Comissões e Propinas;

Ø Português e Literatura: ?... Para quê ?...

Ø Biologia, Física e Química: Excluídas por excesso de complexidade.

Está bom assim? ... eu quero mais!...

ESSE É O NOSSO BRASIL ...

Vejam o absurdo dos salários no Rio de Janeiro (o que não é diferente do resto do Brasil)

Ø BOPE - R$ 2.260,00....................... para ........ Arriscar a vida;

Ø Bombeiro - R$ 960,00.....................para ........ Salvar vidas;

Ø Professor - R$ 728,00.....................para ........ Preparar para a vida;

Ø Médico - R$ 1.260,00......................para ........ Manter a vida;

E o Deputado Federal?.....R$ 26.700,00 (fora as mordomias, gratificações, viagens internacionais, etc., etc., etc., para FERRAR com a vida de todo mundo, encher o bolso de dinheiro e ainda gratificar os seus “bajuladores” apaniguados naquela manobrinha conhecida do “por fora vazenildo”!).

IMPORTANTE:

Faça parte dessa “corrente patriótica” um instrumento de conscientização e de sensibilização dos nossos representantes eleitos para as Câmaras Municipais, Assembleias Estaduais e Congresso Nacional e, principalmente, para despertar desse “sono egoísta” as autoridades que governam este nosso maravilhoso país, pois eles estão inertes, confortavelmente sentados em suas “fofas” poltronas, de seus luxuosos gabinetes climatizados, nem aí para esse povo brasileiro. Acorda Brasília, acorda Brasil !...

P.S.: Divulgue logo esta carta para todos os seus contatos. Infelizmente é o mínimo que, no momento, podemos fazer, mas já é o bastante para o Brasil conhecer essa "pouca vergonha". As próximas eleições estão chegando!

















sábado, 4 de fevereiro de 2012

Educação realiza processo seletivo interno para a função de coordenador pedagógico

A Secretaria de Estado de Educação (SED) começou ontem (1º) nas unidades escolares da Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul processo seletivo interno para professores interessados em exercer a função de coordenador pedagógico.
 
Os interessados devem adequar-se ao perfil estabelecido na Resolução SED/MS nº 2502 de 20 de dezembro de 2011 e republicada no Diário Oficial nº 8.122 de 31 de janeiro de 2012, páginas 23 e 24. O professor apto para exercer a função de coordenador pedagógico não poderá atuar como docente neste período, pois será designado para 40 horas semanais.
 
Os candidatos aprovados no processo seletivo vão compor, por um período de quatro anos, o Cadastro de Professores Aptos para exercerem a função de coordenador pedagógico nas unidades escolares da Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul. O candidato assumirá vaga disponível na unidade para qual se inscreveu e está lotado.
 
Hoje (2), haverá reuniões da direção, do colegiado escolar e dos interessados em todas as unidades da Rede. Na sexta-feira (3), a ficha de inscrição estará disponível no site da SED e deverá ser preenchida entre 7 e 17 horas. Os inscritos realizarão, em Campo Grande, uma prova de caráter eliminatório, no dia 12 de fevereiro. A relação dos candidatos e os locais de provas serão divulgados na próxima semana.
 
Poderão participar do processo seletivo professores que atendam aos seguintes critérios: ser portador de diploma de ensino superior em licenciatura plena, independente do objetivo do concurso; ser estável e integrante da carreira do Magistério Público do Ensino Fundamental e Médio de Mato Grosso do Sul, ocupante do cargo de professor; ter concluído o estágio probatório até a data da publicação desta resolução; estar no efetivo exercício das atividades correspondentes às atribuições do cargo de professor desempenhando a função de coordenador pedagógico; estar lotado em unidade escolar da Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul.





Fonte: Notícias MS