Loading...

domingo, 8 de janeiro de 2012

Municipio está preparado para atender a novos alunos

Foto: Guta Rufino e texto Ana Cristina Santos



Secretário falou sobre diversos assuntos durante a entrevista Jornal do Povo.

A rede municipal está preparada para atender a novas famílias?

Mário Grespan- A educação é um conjunto de redes. Não só a municipal, como a rede estadual e a particular trabalham em conjunto e estão preparadas para atender à demanda de alunos de Três Lagoas em 2012. Acreditamos que 20% desses trabalhadores são casados e trazem a família. O restante é solteiro e não tem filhos.

JP- Existe uma demanda reprimida por vagas em Três Lagoas?

MG- Em 2011, a REME [Rede Municipal de Ensino] atendeu a 12.500 alunos. Para 2012, vamos atender a 13.400 no ensino médio e na educação infantil. Temos uma demanda de aproximadamente 300 vagas para atender a crianças nos centros de educação infantil. Com a construção do CEI do JK, previsto para funcionar até março, esperamos atender à boa parte dessa demanda. Ainda temos projeto para passar os alunos do pré-I e pré-II para as escolas, com isso sobrarão vagas para o berçário e maternal I e II.

JP- Existem novos projetos para a educação no município?

MG- A Secretaria de Educação enviou para o Ministério da Educação (MEC) projetos para a construção de mais três escolas e três centros de educação infantil em Três Lagoas. Esse projeto foi enviado ao MEC e devem começar as construções neste ano. Em 2013, quando novos trabalhadores fixarem-se na cidade, teremos mais locais para atendê-los.

JP- É comum, no início do ano letivo, os pais procurarem o Ministério Público por falta de vagas. O senhor acha que isso deve se repetir neste ano?

MG- Isso é normal. Durante todo o ano, eles [pais] procuram a justiça, mesmo antes de nos procurar. Então, peço que eles procurem a Secretaria de Educação, pois, às vezes, podemos viabilizar uma resposta positiva de início sem a necessidade de eles procurarem o judiciário.

JP- E como está o processo de matrículas para 2012?

MG- Continuamos com a realização de matrículas nas escolas. Entendemos que esse é o melhor método, pois é uma oportunidade de conversarmos com os pais. A nossa intenção é de que os alunos estudem perto de casa. Estamos negociando com a rede estadual, desde novembro, a transferência de alunos do 6º ao 9º ano para as escolas estaduais.

CONFIRA MATÉRIA COMPLETA NA EDIÇÃO IMPRESSA DO JORNAL DO POVO DESTE SÁBADO 07 01 2012














Nenhum comentário:

Postar um comentário