Loading...

sábado, 20 de novembro de 2010


Como escolher a escola perfeita para seus filhos

Grandes ou pequenas, públicas ou privadas, laicas ou religiosas, com curso integral ou em meio período, há em São Paulo 5.843 escolas, das quais 1.271 são de ensino médio. Indicar a mais adequada é lição de casa das mais rigorosas, em especial quando não há simulado nem se tem de quem colar.
Com a intenção de destacar as práticas pedagógicas comuns às melhores escolas, todas elas foram visitadas. Os repórteres assistiram a aulas, entrevistaram seus gestores e, é claro, ouviram os alunos. Sem a opinião dos próprios adolescentes, afinal, nenhuma decisão pode ser tomada. Educadores são unânimes em afirmar que pais e filhos devem escolher juntos a escola. Mais importante do que a posição no ranking, a instituição deve ter valores parecidos com os da família e se encaixar em suas expectativas. Inevitavelmente surgem muitas dúvidas: quanto é preciso pagar para ter um ensino de qualidade?

A vida do adolescente será exclusivamente dedicada ao estudo durante três anos? Tecnologia de ponta é essencial para o aprendizado? Essas e outras questões orientaram as visitas às escolas e alimentaram um debate realizado com a presença dos gestores desses seis colégios. Algumas respostas estão nesta e nas próximas páginas, em um guia preparado para quem pretende fazer matrícula ou avaliar se a escola já escolhida está no caminho certo.

Quanto custa estudar em uma escola de alto nível?
Um carro popular por ano. É esse o valor a que se chega tomando-se por base as mensalidades cobradas pelos campeões do Enem. Em média, são 13 parcelas de R$ 1,9 mil – ou R$ 25 mil anuais. A exceção é o IFSP, sexto colocado no ano passado, onde o ensino é gratuito. Em todos os demais, o alto custo das mensalidades é o preço que se paga por professores bem preparados e estrutura física adequada. Tudo isso, dizem os especialistas, influencia na formação do adolescente e pode ser crucial para seu desempenho.
Na quinta-feira (18), em sessão solene, presidida por Amarildo Cruz (PT) os deputados estaduais homenagearam lideranças do movimento durante a solenidade realizada em comemoração ao Dia Nacional da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro. Os deputados entregaram aos escolhidos o troféu Zumbi dos Palmares, um reconhecimento a pessoas, ONGs, universidades e demais entidades que atuam no combate ao racismo e em prol da igualdade racial em Mato Grosso do Sul.

No dia 20 de Novembro, é lembrada a morte do líder negro “Zumbi dos Palmares” e a data já era comemorada em Jaraguari, Corumbá e Itaporã, cidades que tiveram decreto municipal sobre o assunto. No Brasil, além de outros 400 municípios os estados de Mato Grosso e Rio de Janeiro também comemoram o 20/11 como dia da “Consciência Negra”.

Fonte: Época São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário