Loading...

domingo, 7 de novembro de 2010

Aos 70 anos, Célio de Barros deixa filhos, netos e bisnetos
O poeta era natural de João Pessoa, na Paraíba
Foto: Assesoria de Comunicação

O Poeta Celio de Barros, juntamente com a então Prefeita Simone Tebet

 Aos 70 anos, o poeta e um dos melhores declamadores do Estado, deixou saudades aos três-lagoenses.

Natural de João Pessoa, na Paraíba, Célio de Barros, atuava no cenário cultural de Três Lagoas há mais de 15 anos e neste tempo incentivou diversos projetos voltados à poesia, teatro, música entre outros.

Um dos idealizados da Noite de Talentos, que é exibida mensalmente durante a feira noturna, Barros iniciou seu contato com a cultura por meio do circo. “Ele começou no circo com uns 16 anos e ali ele atuava e declamava poesias”, disse a diretora do departamento de cultura Vickie Viture.

Ainda segundo a diretora, uma das principais características do poeta era a generosidade. “Ele era muito generoso, bastava dizer que precisa dele para declamar uma poesia que ele estava lá, isto desde eventos em presídios até em cerimônias mais cultas”.

“VOVOZINHO”

Segundo Vickie, Barros era visto com muito carinho dentro do departamento de cultura e por ser o funcionário de mais idade, os colegas deram-lhe um apelido carinhoso. “Nós o chamávamos de ‘vovozinho’, às vezes ele não gostava muito, mas isso era uma forma carinhosa, já que nós tínhamos por ele um carinho de netos”.

O corpo do poeta será velado a partir das 18h30 no Velório Municipal. 

Por Luciana Navarro

Nenhum comentário:

Postar um comentário