Loading...

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Gestores participam de palestra sobre financiamento da Educação básica no Hotel OT

foto
Gestores da Educação Municipal são capacitados para melhor aplicação de recursos financeiros. A palestra faz parte do I Fórum de Práticas Educativas do Ensino Fundamental promovido pela Administração Municipal.


A Administração Municipal de Três Lagoas capacitou, na manhã de terça-feira (27), cerca de 40 diretores das Escolas Públicas Municipais e dos Centros de Educação Infantil (CEI´s). O treinamento com o tema “Bases do Financiamento da Educação Pública” faz parte do I Fórum de Práticas Educativas do Ensino Fundamental e tem o intuito de especializar os gestores municipais com relação a financiamento e melhor aplicação dos recursos.


“Uma equipe para funcionar precisa de uma boa liderança”, explicou a prefeita Márcia Moura sobre a importância da capacitação para os gestores educacionais. Ela acrescentou que a educação é uma das bases do desenvolvimento de um munícipio, desta forma, uma prioridade em sua Administração.


A palestra foi proferida pelo ex-presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Carlos Eduardo Sanchez, que destacou a eficiência da cobertura educacional do município de Três Lagoas: “A média do déficit educacional no Brasil, entre as crianças de 4 a 5 anos de idade, é de 24%, enquanto em Três Lagoas é de apenas de 13%. A diferença entre as crianças de 0 a 3 anos de idade é ainda maior, e melhor para a Cidade, já que 70% dessas crianças estão fora das escolas no Brasil, em Três Lagoas, são apenas 35%. O município tem uma boa cobertura educacional”.


De acordo com Sanches, para melhorar ainda mais a educação no Município é necessário que todos entendam as metas do Plano Nacional de Educação e a previsão do piso salarial, que atualmente chega a R$ 1.187,00 e em 2013 chegará a uma média de R$ 1.600,00.


“Isso é bom para os professores, mas uma grande preocupação para os gestores, já que financeiramente sobrecarrega os municípios”, destacou Sanches. Ele lembrou que, de toda a arrecadação de recursos, só 17% ficam para ser divididos entre os 5.565 munícipios. “E a responsabilidade maior fica com os municípios, já que é onde a população cobra. A Federação, que chega a ser virtual para a população por causa do distanciamento, fica com 50% do montante, o restante fica com os Estados”, acrescentou o palestrante.


O I Fórum


O I Fórum de Práticas Educativas do Ensino Fundamental é uma realização da Administração Municipal, através da Secretaria de Educação e Cultura (Semec), com parceria do Sistema de Ensino Aprende Brasil. Tem como objetivo fomentar ações para o desenvolvimento de um ensino público de qualidade.


Para que os educadores sintam-se motivados a pesquisas acadêmicas e científicas, o I Fórum premiou as melhores comunicações apresentadas, além de palestras motivacionais e sobre o comportamento dos jovens e adolescentes em relação à educação.


O evento começou na segunda-feira (26) e termina na tarde desta terça-feira (27), para todos os professores da Rede Municipal de Ensino, aberto também à população.


Com informações da A. Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário